2016, Contos, Ficção, Leia Mulheres, Parceria, Resenha

Filhas de Eva

Filhas de Eva, de Martha Mendonça

Filhas de Eva (2)

Eva
Nunca me tornei mulher. Já nasci assim: seios fartos, cintura fina, quadris largos, um milagre de carne saído do osso de uma costela. Nunca brinquei de boneca, não joguei amarelinha, jamais coloquei o dente debaixo do travesseiro esperando que a fada realizasse um desejo.
Nasci suja de sangue, mas de outro tipo. O vermelho da urgência da criação do mundo, da reprodução da espécie, da dor de ser a segunda, a coadjuvante, a frágil – e, ainda assim, ser o espaço humano desse repetido milagre que, depois de mim, não vai mais parar de acontecer, todos os dias, todas as horas e minutos, para sempre.
Assim, já formada e deformada pela falta de infância, aprendi logo que eu era a culpada. Pelo que houve e pelo que não houve: pelos barulhos e pelos silêncios; pela beleza e pela feiura; pelo passado e pelo futuro. Pelo desejo.
Ele – de letra maiúscula – e ele – de letra minúscula – esperam que eu seja, pela eternidade, um instrumento de sua ordem. Que eu obedeça, que eu aceite, que eu recue, que eu tema, que eu ceda, que eu entenda, que eu me dobre, triplique, multiplique… Mas há a árvore, a maçã e a serpente.
Amanhã termina a Criação. Mas, enquanto o novo dia não nasce, eu durmo. E sonho com o futuro de minhas filhas. Hoje elas ainda são vozes. Diferentes vozes, às vezes em uníssono, às vezes dissonantes. Mas, um dia, serão carne e osso.” (pp. 5-6)

Eva sempre foi uma personagem sobre quem fui extremamente curiosa. Na realidade, me sentia muito incomodada pelo fato de ela ser considerada a culpada de todo o Mal, e sobre quem recaía grande parte da punição divina. Ainda pior, que a perpetuação dessa punição atingisse a todas as suas filhas -nós, mulheres. Por isso, ao abrir o livro de Martha Mendonça e dar de cara com este conto (fiz questão de colocá-lo inteiro no início do post), soube que o livro seria para mim, mesmo não sendo um tratado sobre religião, nem uma análise psicológica.

A primeira coisa que me chamou a atenção no livro foi o título; e em seguida, a capa. Solicitei ao Grupo Editorial Record, do qual o blog Redemunhando é parceiro, que me enviasse o livro.

Filhas de Eva é uma reunião de contos escritos por Martha Mendonça, jornalista e uma das cabeças por trás do site Sensacionalista. Eles falam do ponto de vista feminino sobre diversas situações, muitas das quais são relacionamentos. Mas não de maneira clichê. Martha consegue buscar detalhes muito sutis da relação da mulher com seu corpo, da compulsão por gordices, da ansiedade e da expectativa por grandes acontecimentos – os quais, por vezes, não chegam nunca a se realizar -, do fim da paixão, de dilemas profissionais, de sonhos e oportunidades.

Os títulos dos contos revelam características marcantes de cada uma das protagonistas: AmanteCompulsivaApressadaIndecisaPombagiraAnsiosaNamoradaDecidida. E vale ressaltar que o livro tem claramente um início e um fim, apesar de os contos em si não possuírem uma continuidade cronológica: o primeiro chama-se Eva; e o último, Morta.

Já há algum tempo venho procurando conscientemente ler mais autoras, inspirada pelo projeto #LeiaMulheres , e especialmente pelos debates desse grupo que acontecem em Belo Horizonte. Tenho me deparado com textos incríveis, e tão diversos entre si quanto as pessoas podem ser – ao contrário do que muita gente pensa, de que mulher só pode (ou só sabe) escrever romances românticos, e apenas para um público feminino. Cada uma tem uma maneira de lidar com as situações, descrevê-las, destacar uma ou outra visão.

(Veja mais algumas resenhas de bons livros escritos por mulheres aqui, aqui, aqui e aqui. Se quiser ainda mais indicações, peça nos comentários, que as darei com o maior prazer.)

Martha é uma dessas vozes fortes e encantadoras. Seus textos transmitem emoção e certa suavidade – mas não resvalam para um tom frágil. Os assuntos cotidianos aproximam ainda mais o texto de seus leitores. Os contos se alternam, mostrando ora um tom mais dramático, ora mais leve ou melancólico, e alguns são bem-humorados.

Livro fácil, rápido e de linguagem muito clara e fluida, recomendo bastante para praticamente qualquer tipo de público (exceto talvez o infantil)! Foi um presente poder ler estes contos.

Clique aqui para comprar Filhas de Eva pela Amazon (comprando por este link, você gera uma comissão para o Redemunhando)

+ info:

Filhas de Eva / Martha Mendonça.
Rio de Janeiro: Record, 2016.
127 páginas.

classificação: 5 estrelas

grau de dificuldade de leitura: FACIL

Obrigada pela leitura!

Ficarei muito feliz se você deixar um comentário! (Para fazer isso, é necessário clicar em “comentários”, um pouco abaixo do título do post. E não se esqueça de logar antes de escrever o comentário, para que ele não seja perdido.)

Se gostou da resenha, compartilhe com seus amigos!

Anúncios
Padrão

4 comentários sobre “Filhas de Eva

  1. Oi, Nati! Tô sumido por aqui, eu sei. :/ Vai desculpando aí minha amiga. Sabe o quanto te adoro! 🙂
    Bom… O livro parece ser bom e com uma temática atual. Esse conto que postou é ótimo. Deu pra dar um gostinho. Não havia me tocado nesse fato de como a culpa colocada na Eva parece ter embasado todo essa opressão masculina ao longo da história. Quer dizer, fiz essa ligação.
    Muito bom! Parabéns!!!
    Bjos! 😀

    • Imagina, Giovanni, também ando sumida!!! :S
      O conto Eva é MARAVILHOSOOOO, é isso mesmo que vc conectou. É como se fosse a justificação para a submissão da mulher…
      Vale muitoooo a leitura, ainda mais vc que curte contos!
      Beijooooo!
      Nati

  2. Nossa, andei perdendo um monte de resenhas aqui no blog, vou prestar mais atenção!
    Gostei bastante do conto que você transcreveu aqui. Livros que questionam mitologia/religião são sempre meu número 🙂

    • Pois ééé, conto maravilhoso!!!!!!!!!
      Também amo livros com esses temas, mas Eva é o único conto que tem essa pegada de questionamento religioso. Os outros são bem laicos mesmo, tratam mais de relacionamentos e questões cotidianas. Mesmo assim, talvez vc curta! 🙂
      Beijooo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s