2016, Ficção, Galera Record, Infantil, Infanto-juvenil, Parceria, Record, Resenha

Yakuba

Yakuba, de Thierry Dedieu

CAPA YAKUBA DS.indd

“Sob um sol escaldante, caminhar, atravessar os vales, contornar as colinas, sentir-se pedra obrigatoriamente, capim naturalmente, vento certamente, água muito pouco.
[…]
Yakuba depara-se com o olhar do leão. Um olhar tão profundo que é possível ler em suas retinas.
‘Como pode ver, estou ferido. Lutei a noite inteira contra um inimigo feroz. Portanto, não terá qualquer dificuldade para me liquidar.
Ou você me mata sem glória e passa por homem aos olhos dos seus irmãos, ou me poupa a vida e, a seus próprios olhos, sai engrandecido, porém desprezado pelos seus pares. Você tem a noite para refletir.” (pp. 14-24)

Yakuba, traduzido do francês, é um livro considerado infantil. Com poucas páginas, formato grande, muitas ilustrações e pouco texto, pode parecer assim. Mas o fato é que Yakuba pertence a qualquer público que quiser lê-lo, pois é um livro completo e profundo em sua simplicidade.

Trata-se da história de um rito de passagem: Yakuba, um garoto do “coração da África” (nenhum país ou povo são especificados) deve matar um leão para provar que não é mais uma criança, e sim um homem. Após algumas provações, depara-se com um dilema muito adulto. A maneira como o livro é composto traz um ar lendário à narrativa, com um “quê” de moral da história, um ensinamento (mas sem ser moralista).

É uma história simples e forte; sem grandes descrições, mas objetiva e lírica ao mesmo tempo, como se pode ver pelo trecho inicial do texto.

O protagonista negro e proveniente de uma cultura diversa da nossa acrescenta riqueza ao livro; mas ainda assim, é uma história universal sobre identidade e alteridade, honra, aceitação social, crescimento, ética. Quanta coisa em tão poucas páginas (e tão pouco texto)!

A edição é maravilhosa: além do tamanho grande e capa dura já mencionados, as folhas são recicladas, e as ilustrações em preto trazem um belíssimo trabalho de luz e sombra. Fiquei curiosa para saber qual foi a técnica utilizada pelo autor. Pela textura que parece ficar das marcas de pinceladas, imagino que tenha sido tinta em tela, mas não tenho certeza. Deem uma olhada em algumas das paginas:

20160521_033803 20160521_033836

20160521_033857

20160521_034009

20160521_034051

20160521_034122

20160521_034148

Pedi este livro ao Grupo Editorial Record, do qual o blog Redemunhando é parceiro. Obrigada por mais essa leitura maravilhosa!

Clique aqui para comprar Yakuba pela Amazon (comprando por este link, você gera uma comissão para o Redemunhando)

+ info:

Yakuba / Thierry Dedieu; tradução André Telles.
Rio de Janeiro: Galera Record, 2016.
39 páginas.

classificação: 5 estrelas

grau de dificuldade de leitura: FACIL

Obrigada pela leitura!

Ficarei muito feliz se você deixar um comentário! (Para fazer isso, é necessário clicar em “comentários”, um pouco abaixo do título do post. E não se esqueça de logar antes de escrever o comentário, para que ele não seja perdido.)

Se gostou da resenha, compartilhe com seus amigos!

Anúncios
Padrão

6 comentários sobre “Yakuba

  1. Mylene Ribeiro disse:

    Linda resenha. Realmente acertou qdo diz que o autor colocou um conteúdo sem tamanho em tão pouco texto. É uma lição de vida em pouquíssimas palavras…A propósito, vou chutar que as ilustrações são em nanquim. bjs!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s