2015, Companhia das Letras, Ficção, Resenha

Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios

Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios, de Marçal Aquino


“Foi na loja de Chang. Enquanto esperava que ele embalasse os filmes que havia comprado, distraí os olhos nas fotos da vitrine. O rosto de uma mulher num porta-retrato capturou minha atenção. Era jovem ainda, e muito bonita. Tinha os olhos grandes e escuros e sorria como se estivesse vendo, atrás de quem a fotografava, algo que a deixava imensamente feliz. Só vi mulheres sorrindo daquela maneira quando olhavam para gatos ou crianças.
Que rosto maravilhoso, eu disse.
E ouvi uma voz às minhas costas:
Muito obrigada.
Eu me virei e dei de cara com ela, a mulher do porta-retrato. Os cabelos estavam mais compridos e sorria de um jeito bem diferente do sorriso da foto. Um rosto com uma luz extraordinária. Cravou em mim um par de olhos cor de lodo de bauxita. Perdi o rebolado.” (p. 13)

Aí está um livro que combina perfeitamente a capa, o título e o enredo.

Em Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios, conhecemos a história de Cauby e seu amor por Lavínia. Mas não é simples assim. Tudo acontece numa cidadezinha do Pará, dominada por um clima permanente de tensão entre garimpeiros da comunidade e uma grande empresa mineradora. Lavínia é altamente instável, e possui claramente duas personalidades, além de ser casada. Cauby é um fotógrafo que vive à deriva – não tem grandes reservas de dinheiro, faz de vez em quando um ou outro projeto fotográfico – projetos próprios ou fotografias de casamentos, aniversários, cenas de crimes.

O autor intercala basicamente dois momentos diferentes: o “presente”, em que Cauby está sentado na varanda de uma pensão barata, rememorando sua história e a de outros hóspedes, e o “passado”, seu encontro com Lavínia e o desenrolar desse episódio. Nesse meio, sabemos também da vida pregressa de Cauby, Lavínia, e de seu marido.

O texto de Aquino é belamente escrito, de uma fluidez impressionante, e sem frescuras. Ele navega entre esses momentos sem que percebamos – mas sem que nos sintamos perdidos também! -, dando a impressão que estamos ouvindo uma boa história da boca de um conhecido. A paixão entre Cauby e Lavínia é de tirar o fôlego, e serve de motor para toda a trama, que envolve violência, intrigas e dúvidas.

Alguns personagens são muito bem montados, como o poderoso pastor Ernani; o excêntrico Viktor Laurence, fofoqueiro profissional da cidade; seu Altino, o careca apaixonado por Marinês; e o chinês Chang, dono de uma lojinha na cidade, e conhecido por sua homossexualidade e sua preferência por garotos jovens.

Os personagens e o ambiente pegajoso e quente da região equatorial tornam toda a narrativa muito vívida, e o enredo completa tudo com chave de ouro. O final é frenético e surpreendente. Recomendo demais esta leitura para adultos!

Clique aqui para comprar Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios pela Amazon (comprando por este link, você gera uma comissão para o Redemunhando)

+ info:

Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios / Marçal Aquino.
São Paulo: Companhia das Letras, 2005.
229 páginas.

classificação: 5 estrelas
(Leitura recomendada para adultos)

grau de dificuldade de leitura: FACIL

Obrigada pela leitura!

Ficarei muito feliz se você deixar um comentário! (Para fazer isso, é necessário clicar em “comentários”, um pouco abaixo do título do post. E não se esqueça de logar antes de escrever o comentário, para que ele não seja perdido.)

Se gostou da resenha, compartilhe com seus amigos!

Anúncios
Padrão

8 comentários sobre “Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios

    • Muitoooo interessante isso, também foi um ponto que me chamou a atenção! 😀
      E esse livro é um mistério pra mim se vc gostaria ou não. Acho que é um caso Schroedinger: nós só saberemos se vc ler! Hahahaha!
      Beijooooooo!

  1. Ótima resenha, fiquei interessada em conhecer o livro, já tinha ouvido falar alguma coisa por conta do filme. Bom pra incrementar minha leitura de livros brasileiros que é vergonhosamente escassa rs.

    (Aliás, eu não sei se perdi algo da postagem, mas o link da amazon que você colocou redireciona para comprar Terra Sonâmbula do Mia Couto, é isso mesmo?)

    Abraços!

    • Oiii Camila!!!!
      Obrigada pelo seu comentário, agora o link está arrumado! 🙂
      Menina, pra mim valeu muito a pena ter lido esse livro, é exatamente o tipo de leitura que gosto! É interessante que é literatura brasileira E contemporânea, e às vezes não temos tanto acesso a isso, né?
      Beijos!
      Nati

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s